fbpx

Você escolheria Intercambio ou Cidadania Italiana?

Publicado por Rafael de Barros Marinho em

woman in yellow jacket holding books
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Você escolheria Intercambio ou Cidadania Italiana?

Essa é uma das perguntas que temos recebido ultimamente de alguns clientes. Vale lembrar que muitos brasileiros – cerca de 30% da população – possuem direito a cidadania italiana, dos quais muitos não sabem que possuem este direito.

Confira: Quem tem direito à Cidadania Italiana

Mas afinal vale a pena fazer um intercâmbio quando se tem direito à cidadania italiana (ou a portuguesa)?

Primeiramente vamos estabelecer algumas diferenças:

Intercâmbio X Cidadania

three persons sitting on the stairs talking with each other
Photo by Buro Millennial on Pexels.com

Originalmente, eram viagens que dois estudantes de lugares diferentes realizavam “trocando” de país um com o outro, para vivenciarem o dia-a-dia de outra cultura, promovendo o intercâmbio de conhecimento.

Hoje em dia, esse conceito já evoluiu bastante e um Intercâmbio se tornou algo muito mais abrangente. Além de não ser mais necessário que um estudante estrangeiro venha ao Brasil para que um brasileiro possa ir a outro país, pode ser considerado um intercâmbio toda viagem na qual o foco principal de quem embarca seja adquirir conhecimentos interculturais através de experiências em outro país.

Seja para estudar fora, trabalhar fora ou somente viajar e viver por algum tempo imerso em outra cultura no exterior, o intercambista sempre voltará de um intercâmbio com conhecimento maior do que quando embarcou.

Existem opções de intercâmbio para todo mundo:

  • para quem tem menos de 12 anos: Intercâmbio em Família
  • para quem tem de 12 a 17 anos: Intercâmbio Teen (intercâmbio de Férias)
  • para quem tem de 14 a 17 anos e já fala outro idioma: High School (ensino médio no exterior)
  • para quem tem mais de 18 anos e quer aprender ou aperfeiçoar outro idioma: Cursos de Idioma, Intercâmbio para Trabalhar e Estudar, Trabalho Voluntário no Exterior, 
  • para quem tem mais de 18 anos e já fala outro idioma: Cursos Preparatórios Para Exames de Proficiência, Universidades no Exterior, Executive Education, Au Pair, Estágios, Trabalho de Férias, Trabalhar e Estudar
  • Para meninas que tem de 18 a 26 anos: Au Pair
  • Para universitários que tem até 28 anos: Trabalho de Férias
  • Para quem tem mais de 30 anos: Programas de intercâmbio com turmas voltadas para 30+ ou 50+, Executive Education e outros.

Cadas país tem suas regras próprias para a concessão do visto, tempo de permanência, possibilidade ou não de trabalhar enquanto estuda e carga horária máxima semanal. É preciso ter isso em mente ao buscar um intercâmbio, pois, durante todo o período em que estiver em outro país, você estará gastando e consumindo na moeda local, seja Dólar, Euro, Libras etc., dê sempre atenção ao planejamento financeiro.

woman in white tank top holding clear drinking glass
Photo by Thirdman on Pexels.com

A Cidadania, diferente do Intercâmbio, é um direito de sangue (“Iure Sanguinis“) que é conquistado por meio de um ascendente daquela nacionalidade e transmitida as gerações seguintes.

No caso da Cidadania Italiana por exemplo, não há limite de gerações, e por isso é possível obter a cidadania italiana por meio do seu pai ou mãe, avô ou avó, bisavô ou bisavó, trisavô ou trisavó, etc. A Itália é um dos países mais flexíveis em matéria de direito à cidadania, uma vez, que independente de quem esteja vivo na sua linha de transmissão seu direito é assegurado.

Confira: Ebook Grátis Cidadania Italiana

photo of colosseum during daytime
Photo by Griffin Wooldridge on Pexels.com

Já a Cidadania/ Nacionalidade Portuguesa há um limite de gerações, sendo possível apenas o reconhecimento para filhos e netos de portugueses. Para o caso de bisnetos não existe uma Lei específica para garantia do direito, mas se o filho(a) ou neto(a) do(a) português(a) estiver vivo(a) é feito primeiramente o reconhecimento deste, e após o reconhecimento é possível transmitir ao seus descendentes.

Uma vez que você se torne um cidadão europeu você passa a ter uma série de direitos.

Direitos de um cidadão europeu

woman in brown coat sitting beside boy in blue and white plaid dress shirt
Photo by MART PRODUCTION on Pexels.com

Quem tem a cidadania italiana ou cidadania portuguesa possui muitos benefícios e trânsito livre em qualquer país que faça parte da Comunidade Europeia. O passaporte italiano permite que o cidadão possa trabalhar livremente em qualquer um destes países (França, Itália, Portugal, Irlanda, Alemanha, etc).

Quem tem cidadania italiana tem direito a um visto de moradia mais fácil nos Estados Unidos. O mesmo vale para vários outros países (Austrália, Canadá e muitos outros).

Possuir a dupla cidadania lhe dará o direito de se aposentar pela Europa, recebendo sua aposentadoria em Euro caso contribua para o sistema local.

Possuir a cidadania italiana dará a você ou a seus filhos a oportunidade de estudar em qualquer país da Europa. Em muitos dos quais ser cidadão europeu é fator determinante para desfrutar de bolsas de estudos que pagarão por todo o curso.

Diferente do Intercâmbio você não estará sujeito a Vistos, Matrículas em Cursos, Escolas e Universidades para se manter no país. Além de possuir a possibilidade de trabalhar Full Time nos mesmos empregos que um europeu.

Então, fazer intercâmbio não vale a pena?

O Intercâmbio é uma excelente forma de ter um contato maior com outra cultura, e ter uma vivência no exterior, vale muito a pena essa troca cultural, oportunidade de trabalhar no exterior e viver com mais tranquilidade e segurança.

A Cidadania é um direito que abrange toda a família, além disso é possível adquiri-la sem precisar sair do Brasil e sem aguardar anos e anos para ser reconhecido. Mas, os direitos adquiridos são enormes comparados ao de um imigrante com visto de estudante.

Não queremos dizer aqui que não vale a pena investir no Intercâmbio, muito pelo contrário, vale sim, e muito. Mas se você tem direito à uma cidadania europeia ela deve ser priorizada, pois, além de garantir uma série de direitos, o custo de obtenção da cidadania é uma fração do custo do programa de intercâmbio e pode ser compartilhado com toda a família.

Imagine ter

  • acesso as melhores universidade europeias com bolsa de estudos;
  • acesso ao sistema de saúde europeu;
  • trabalhar full time nos mesmos empregos dos europeu nativos;
  • não precisar pagar escolas e universidades para manter o visto;
  • participar de diversos programas do governo e obter incentivos;
  • maior facilidade para abrir negócios na Europa;
  • viver na Europa pelo tempo que desejar sem se preocupar com renovação de visto;
  • prioridade nos portões de embarque dos aeroportos;
  • mobilidade em qualquer país membro da União Europeia.

Além disso tudo, você poderá viver em países seguros, com bons índices de IDH, com sistema de saúde e educacional de ponta, acesso à grandes empresas para trabalhar.

Se você é fã de esportes você tem a possibilidade de assistir o Barça, o Inter, o PSG, o Milan, em seus estádios, para que pay-per-view?

Se você é fã da Fórmula 1, imagine assistir toda a temporada europeia apenas pegando um trem ou um voo de 20 minutos.

Se você é fã de moda e alta costura, você estará a alguns minutos da Bvgari, Dior, Armani, e dos maiores salões de moda da Europa.

Gastronomia também é um ponto fortíssimo da Europa, imagina tomar um bom café da manhã parisiense e um almoço tipicamente italiano no mesmo dia?

Isso é ser um cidadão do mundo! Comenta aqui o que você acha, vale a pena fazer intercâmbio? fazer a cidadania de vez? ou fazer ambos e aproveitar o que cada opção tem a oferecer?


Rafael de Barros Marinho

Mestre em Ciência da Informação pela UFBA, Bacharel em Biblioteconomia e Documentação pela UFBA, Tecnólogo em Sistemas Para Internet pela Unifacs. Especializado em documentação para processos de reconhecimento de cidadania italiana e portuguesa. Indexador do Family Search [email protected]

0 comentário

Deixe uma resposta

Abrir chat
1
Fale Conosco. Estamos Online
Olá Brasil!, Ciao Itália! Eu sou a Giulia!
A Consultora Virtual da Barros & Oliveira.
Como posso te ajudar hoje?